domingo, abril 30, 2006

Programa descubra a orquestra

Com o objetivo de formar e ampliar o público para a sala de concerto, a profª Rita, de Arte, levou seus alunos para conhecer a Sala São Paulo, localizada na Praça Júlio Prestes – Centro. Os estudantes assistiram a uma apresentação da Orquestra Sinfônica de São Paulo e também participaram de cursos sobre a música orquestral.

Com esse tipo de atividade, a escola busca estimular o gosto das crianças pelas apresentações de orquestras (um tipo de evento cultural que é pouco difundido), para que passem a freqüentar teatros como a Sala São Paulo e, quem sabe, alguns deles até venham a estudar música por diversão ou para seguir carreira.

O Programa Descubra a Orquestra é uma iniciativa da Orquestra Sinfônica da Universidade de São Paulo - Osesp e inclui tanto eventos didáticos para crianças e adolescentes, como esse do qual os nossos alunos participaram, quanto cursos e workshops para professores, ques integram o Programa Formação de Professores.

Durante a visita, os alunos receberam uma breve aula sobre produção musical e tiveram contato com vários instrumentos.


Curiosidades sobre a música
orquestral

O Concerto

O “concerto” é uma das estruturas ou “fôrmas” que um compositor pode utilizar para escrever uma música: ele molda suas idéias musicais em uma esturuta pré-estabelecida. Um concerto é também uma peça orquestral dividida em partes, chamadas “movimentos”, e possui um instrumento solista que se destaca do restante da orquestra. A maiorira dos concertos alterna o andamento dos seus movimentos: um é rápido, o seguinte é lento e assim por diante.

A Ópera

Uma ópera é uma história musicada e encenada, cujos personagens são cantores. Esta história é usualmente baseada em um libreto, uma narrativa que serve de guia para o compositor. Aliás, libretistas constituíam uma profissão no passado e havia compositores que eram fiéis por toda a vida ao seu libretistas. Essas histórias são divididas em atos, e chamamos de abertura o início orquestral do primeiro ato.

A Partitura orquestral

A partitura orquestral utilizada regentes compreende todos os instrumentos que tocam a obra. Os istrumentos da orquestra e de conjuntos normalmente aparecem na seguinte ordem:

  • Flauta • oboé • clarinete • saxofone • fagote
  • Trompa • trompete • trombone • tuba
  • Percussão
  • Harpa • teclados
  • Outros instrumentos de corda pinçada
  • Baixo-contínuo
  • Fita eletrônica
  • Voz ou vozes quando tratadas como instrumentos (coro)
  • Primeiros violinos • segundos violinos • viola • violoncelo • contrabaixo

Estação Júlio Prestes

A cidade de São Paulo desenvolveu sua indústria numa época marcada por grandes mudanças. O renome da cidade veio quando a economia paulista dependia da produção de café do estado. Desta forma, muito do que se desenvolveu na cidade naqueles anos estava ligado às necessidades da produção e comércio dos barões do café.
A grande quantidade de grãos produzida no planalto paulista precisava de uma maneira de escoar, ser comercializada. Sendo assim, se construiu a estrada de ferro sorocabana. E a estação inicial da ferrovia que era a principal para o transporte do café no estado, em pleno centro de São Paulo, marca uma época de muito entusiasmo.
O projeto arquitetônico, elaborado por Cristiano Stockler das Neves e Samuel das Neves, premiado no congresso panamericano de arquietos de 1927, ocuparia uma área de 25.000 metros quadrados. Foi construída tendo como base as grandes estações de trem norte-americanas, como a de Nova York, porém com o estilo francês Luis XVI.
É uma construção grandiosa. São cerca de 215 metros de comprimento, 26 metros de altura, e a gare da estação tem mais de 40 metros de vão.
Sua construção demorou 12 anos. Concluída em 1938, a plataforma da estação foi construída com parte da estrutura metálica de um dirigível alemão que sobrevoava São Paulo na época.
Infelizmente, a estação viria a documentar e a testemunhar a degradação e abandono que se abateram sobre o centro de São Paulo, gerando um círculo vicioso de decadência e destruição.

Com a crise do café, as ferrovias perderam parte de sua importância. O centro da cidade entrava numa época de extrema decadência, e mais tarde, parte do complexo (o prédio usado como Estação, inaugurado em 1875, tendo como arquiteto, Ramos de Azevedo) foi usado pelo DOPS, o Departamento de Ordem Política e social (que visava conter os movimentos que eram contra o regime militar) de 1949 até 1983, quando foi ocupada pela delegacia de segurança pública. Hoje, faz parte do complexo cultural.
Condenada ao abandono, a Estação continuou mal-conservada mesmo depois da desocupação do prédio do DOPS. na década de 1990, porém, a situação começou a mudar.
A Estação Júlio Prestes foi transformada na sede da orquestra sinfônica do estado de São Paulo, e completamente restaurada. A Estação de trem continua funcionando, apesar de o grande hall da estação ter sido transformado numa das mais modernas e belas salas de concertos do mundo. A Sala São Paulo.
Foram 18 meses de obras, com centenas de operários, envolvidos na restauração e nas modificações necessárias. Em muitas partes do edifício ricamente decorado com esculturas, foram necessárias técnicas artesanais tradicionais, para manter as características iniciais. As obras de restauração ganharam prêmios como o Prix d' Excellence 2001 (aonde também foram premiadas obras como a do museu Guggenheim de Bilbao), além do prêmio "Master Imobiliário 2000".

A Sala São Paulo é uma sala de concertos de música erudita com 984 metros quadrados, com 1.500 lugares. Tem uma das melhores acústicas do mundo, além de ser a única sala de concertos onde todo o teto -flutuante- se ajusta à partitura usada.
A Estação Júlio Prestes pode ser tida como exemplo de restauração depois de anos de abandono. É este tipo de atitude que transformará São Paulo numa cidade que dá mais valor à sua cultura e história.

Complexo Cultural Júlio Prestes - Sala São Paulo

Praça Júlio Prestes, s/nº. Campos Elíseos - Centro. tel.: 223-5199/3097-8687. Próximo à Estação Luz do metrô.

18 comentários:

Anônimo disse...

nos gostamos da sala são paulo


camila pablo jonathan jonathan 3ºD

Anônimo disse...

AGENTE GOSTAMOS MUITO DA SALA SÂO PAULO FOI MUITO LEGAL E FOI IMPORTANTE MARCELA GUILHERME E FELIPE 3º D

Anônimo disse...

eu gostei muito da sala são paulo muito obrigado.eu achei muito criativo a orquestra.adorei muito o instumento.Vitor Luccas Lorenzo 3ºD

Anônimo disse...

A sala SÃO PAULO FOI MUITO LEGAL E DIVERTIDA.

NOS APRENDEMOS A MEXER COM OS INSTROMENTOS, GOSTAMOS DOS INSTROMENTOS COMO RECORECO, TRIANGULO HESTELA INES E THAIS 3ºD

Anônimo disse...

Ligia,felipe e ygor.
Nós gostamos muito da orquestra.
Foi muito interessante,o ygor gostou do tambor,e o felipe do violino e eu do tímpano.
Gostamos muito de ir lá.

Anônimo disse...

eu gostei muinto das fotos.eu tambem gostei da orquestra sanfonica.e tambem eu gostei dos instrumeto muito.e todu mundo gostou da sala sao paulo e eu tambem.



vivian bianca s. fernanda p.

Anônimo disse...

escola Queiroz Telles foi a sala
São Paulo.
E Conhesseu a orquestra sinfonica.
E as crianças conheceram os isntrumentos musicais.

LETICIA NICOLE E CINTIA 3ºD

Anônimo disse...

Eu também achei legal a sala São Paulo.
Murilo Henrique - 3a. E

Anônimo disse...

Eu adorei a Sala São Paulo.Lá a gente aprende muita coisa sobre música,é super legal.
Juliana S.Soletto 3 série E

Anônimo disse...

nos gostamos dos instrumentos.
eu queria muinto ir a sala sao paulo

esta escola me ensinou a ler e escrever.

gabriel domingos batista.

Anônimo disse...

Eu amo a escola queiroz telles e
A PROFESSORA Cinthia.

de jhonnas
para voce.

mae eu te amo

de jhonnas
para eliana.

Anônimo disse...

Eu gosto muito da escola e da professora Cinthia.

De Mylena. 3a. E

Anônimo disse...

Eu gosto muito da escola e da professora Cinthia.

De Mylena. 3a. E

Anônimo disse...

Agora estaremos corrigindo nossas mensagens anteriores que enviamos errado, nos desculpem, tá?

nos gostamos muito da sala São Paulo, foi muito legal e importante. marcela,Gabriel e Guilherme

Anônimo disse...

Corrigimos nossa mensagem ficou assim: nos gostamos da orquestra sinfonica e dos instrumentos. vivian fernanda p. e maria isabelle

Anônimo disse...

Estaremos corrigindo nossa mensagem. A nossa escola foi a sala São Paulo, conhecemos os instrumentos e a orquestra.
NICOLE,CINTIA E LETICIA

Anônimo disse...

Corrigindo a mensagem: A sala São Paulo foi muito legal e divertida. Nos aprendemos a mexer com os instrumentos como por exemplo o reco-reco. Hestela, thais e edith

Rogério Garcia disse...

Antonio carlos neves pinto, fes meu dia muito feliz.
tive a prezerosa oportunidade de subir no palco da sala são paulo e "tocar" violino...
Maestro te agradesso de todo caração!!!
"se em ves d eum violino fosse um violão..."tocaria" LEo brower"
Me sinto previlegiado!.
Obrigado!

Rogério Garcia
rogg.sp@ig.com.br